Blog do Cadu Ideias

Um designer gráfico que compartilha dicas sobre divulgação gráfica e digital. Aqui tem muita coisa interessante para você que deseja começar a empreender ou já tem um negócio e quer divulgá-lo da melhor maneira!

Month: novembro 2017

Caminhada da Saúde movimenta o Guarujá na sua sexta edição

Aconteceu ontem (dia 26 de novembro) a 6ª Caminhada da Saúde – GRDD/Hospital Santo Amaro. E mais uma vez foi um sucesso total. O evento acontece todos os anos e é promovido pelo nosso cliente Grêmio Recreativo Don Domênico dos Funcionários do Hospital Santo Amaro. A ideia surgiu há seis anos quando a direção da entidade, percebeu que estimular a prática de exercícios físicos aumenta a sensação de bem-estar, diminui a obesidade e com isso a possibilidade de doenças,  além de trazer mais qualidade de vida para os seus associados que são todos funcionários do Hospital Santo Amaro do Guarujá/SP.

Blog do Cadu Ideias Caminhada da Saúde movimenta o Guarujá na sua sexta edição

A Caminhada que tinha a previsão de 300 participantes teve o número extrapolado antes do final da caminhada

Quem participou da 6ª Caminhada da Saúde?

O evento que começou com a participação apenas dos associados do GRDD hoje é aberto para toda cidade do Guarujá. Alguns participantes vêm de outras cidades para esta festa. Um dos participantes veio de Campinas/SP pela terceira vez consecutiva só para a caminhada.

E a caminhada é literalmente para todos. Como o percurso é relativamente curto, qualquer pessoa participar: criança, jovem, adulto ou idoso. Nesta última edição até cadeirantes participaram abrilhantando o evento.

São três quilômetros de muita alegria e diversão. O evento conta com professor de educação física que prepara os participantes com exercícios de alongamento e aquecimento além de carro de som. A Caminhada da Saúde conta também apoio médico e distribuição de água potável (SABESP). Este ano até o prefeito da cidade – Sr. Valter Sulman – esteve presente na abertura do evento.

Blog do Cadu Ideias Caminhada da Saúde movimenta o Guarujá na sua sexta edição

A 6ª Caminhada da Saúde contou com a participação do Prefeito do Guarujá – Sr. Valter Sulman.

A organização do evento 

Foram feitas 300 camisas para o evento. Um dia antes do final da inscrição já não haviam mais camisas para serem distribuídas. E na medida que a caminhada passava pelas ruas do bairro da Vila Maia e da praia de Pitangueiras, mais pessoas aderiam ao grupo, fazendo com que a festa se torne ainda maior.

Um dos aspectos mais importantes da Caminhada da Saúde do GRDD a solidariedade. Ao se inscrever para participar do evento era necessário levar um quilo de alimento não perecível. E neste ano tivemos uma excelente arredação de alimentos que serão doados a população carente da cidade do Guarujá.

O presidente do Grêmio Recreativo Don Domênico – Sr. Robson Gady – afirmou que em 2018 teremos muitas novidades e a caminhada vem com força total. E deseja além de ampliar as atividades, aumentar o número de patrocinadores e apoiadores.

Nossa participação na Caminhada da Saúde

Eu Cadu,  particularmente fico muito feliz pelo sucesso do evento. Tenho a alegria e o orgulho de dizer que pela quinta vez eu assinei esta campanha desde o início: atualização do logotipo, criação de todas as peças de divulgação offline (cartazes, panfletos, faixas, anúncios de jornal etc) e divulgação online (redes sociais e website). É importante dizer que com um investimento extremamente baixo, impulsionando as postagens das redes sociais, conseguimos a divulgação massiva com um retorno muito positivo de visualizações  e inscrições para o evento.

Confira abaixo o material:

O Grêmio Recreativo Don Domênico é um dos nossos clientes mais antigos. Ficamos muito felizes com o sucesso do evento e queremos estar junto em toda criação gráfica e divulgação digital do evento. Se você deseja ver mais fotos do evento acesse o site do Grêmio Recreativo Don Domênico.

E se você quer planejar a divulgação do seu evento com peças criativas e de qualidade, além de um divulgá-las nas redes sociais com um custo baixo e altamente segmentado, entre em contato conosco!

Até a próxima!
Cadu


Quer continuar este bate-papo conosco? Acesse nossas redes sociais:
:: facebook | ::instagram | ::twitter

Deseja conhecer nosso portfólio?
:: Acesse o nosso site

Quer falar conosco via whatsapp?
(81) 99504-4292

Como manter seguidores no facebook?

Não é difícil encontrar e conseguir seguidores para as suas mídias sociais. Há uma série de técnicas e abordagens que uma marca pode usar (muito embora nem todas sejam legais) para trazer pessoas para sua página ou ig. Muitas empresas gastam muito com isso. Algumas redes sociais são mais fáceis que outras. Hoje o facebook é uma das mais difíceis, seja pela grande disputa de mercado, seja pelas regras que o próprio facebook tem para que as empresas nesta busca não invadam a privacidade das pessoas. E em se tratando de facebook, a minha opinião é a seguinte: manter os seguidores da sua página é tão ou mais importante do que atrair novas pessoas.

Blog do Cadu Ideias Como manter seguidores no facebook?

Hoje o Facebook é uma das redes sociais mais incríveis do mundo, seja pela quantidade de membros, seja pela sua estrutura. Eu digo que o seguidor do facebook quando segue uma marca, é “amor de verdade”, ao passo que em outras redes, o que existe é uma paixão que vem e vai. Os seguidores do facebook, quando engajam, se tornam superfãs da sua marca, e além de consumir seu produto, se tornam canais de divulgação gratuito, trazendo ainda mais seguidores para você. Por isso é essencial cativá-los através de um relacionamento frequente.

No entanto, o que muita gente esquece disso. Não basta conseguir novos seguidores sem cativar todos os que já estão na página, haja vista que o botão de “descurtir” é logo ali pertinho. Separei algumas dicas para você entender o processo de fidelização de clientes. Confira!

1. Por que seu cliente segue sua empresa?

Se você acha que o seu cliente te segue só para comprar os seus produtos, você está redondamente enganado. Alguns seguidores são amigos e parentes e muitos deles sequer são ligados ao seu nicho de mercado. Te seguem por consideração e para dar aquela “energia positiva” para a sua empresa. Outros te seguem por que entendem que você é um especialista em uma determinada área e querem ouvir o que você tem a dizer, não necessariamente consumindo seus produtos. Outros ainda estão em busca de informação e conteúdo e querem saber o quão útil você pode ser para ele.

Por isso a primeira dica é: não encha sua página de anúncios. Não queira vender apenas. É essencial que você perceba o que o seu seguidor procura e dê isso a ele. Ele precisa de dicas? De motivação? De conhecimento? É isso que seu conteúdo precisa ter.

2. Interaja sempre com seus seguidores no facebook. Mas sempre mesmo!

Quando você posta algo na página da sua empresa, bacana de vez em quando comentar com o seu perfil pessoal. Tente interagir com o seu público fazendo perguntas (às vezes perguntas que você já sabe a resposta). Estimule o diálogo. Marque amigos e faça comentários que liguem esse amigo a postagem.

3. Poste sempre

Não vale a pena postar três ou quatro vezes ao dia. Sua página precisa respirar e seus seguidores precisam ver o que você tem postado. Eu recomendo aos meus clientes o mínimo de duas postagens por semana e o máximo de cinco. Houve um tempo em que muitos especialistas recomendavam até quatro postagens na semana, mas devido as recentes mudanças do facebook esse limite não procede mais. No entanto não adianta postar por postar (isso veremos no próximo tópico). No caso das redes sociais a qualidade precede a quantidade. E no caso de você ter mais de dez mil seguidores, o conselho é postar todos os dias e se possível duas vezes. Mas acima de tudo é essencial ter uma frequência com dia e hora estabelecida, usando os melhores dias e horários para fazê-lo. Com o tempo seu seguidor se acostumará com seu ritmo, e assim começará a interagir.

4. De qualidade as suas postagens

Não poste por postar. Como eu disse acima, a qualidade precede a quantidade. Evite postar produtos. Poste como usá-los e seu público se aproximará de você. Programe um conteúdo interessante para seus seguidores, sem fugir da temática do seu mercado. Entenda que quanto mais qualidade você der as suas postagens, mais os seus seguidores se manterão colados em você.

Curtiu as dicas? Então que tal colocá-las em prática a partir de agora? Deseja um profissional para cuidar das suas redes sociais? Então fale conosco!

Até a próxima!
Cadu


Quer continuar este bate-papo conosco? Acesse nossas redes sociais:
:: facebook | ::instagram | ::twitter

Deseja conhecer nosso portfólio?
:: Acesse o nosso site

Quer falar conosco via whatsapp?
(81) 99504-4292

Risco: Palavra que todo empreendedor precisa conviver

Ao criar um novo empreendimento você tem 100% de certeza de ele será um sucesso? Qual é a pessoa que tem essa certeza? Um novo negócio pode ser um sucesso, mas também pode ser um fracasso. Nenhum empreendimento surge sem riscos. E também é verdade que muitas vezes os riscos são altos. Mas nem sempre. Na verdade quem define o grau de risco de um empreendimento é o próprio empreendedor. Por isso é importante calcular o risco.

Blog do Cadu Ideias Risco: Palavra que todo empreendedor precisa conviver

O empreendedor não pode contar com a sorte. Ele precisa aprender a calcular os riscos e acertar em seus investimentos.

Um empreendimento é o resultado entre o risco e a recompensa. Se não houvesse a possibilidade de perdas, todo mundo sairia dos seus empregos e viraria empreendedor. Você não terá retorno em vendas, se não investir em divulgação, em treinamento para os seus empregados, na qualidade das suas instalações, etc. O produto é apenas uma peça do quebra-cabeça. Em cada investimento, você precisa mensurar o retorno, que muitas vezes não vem imediatamente, mas com um certo tempo. Por exemplo, quando você investe em um treinamento para sua equipe, este treinamento precisa se refletir em um melhor tratamento para com os seus clientes. Isso vai levar a um aumento de vendas com o passar do tempo.

E ainda digo: não se trata de sorte. Se trata de gestão. Se trata de planejar, investir, conferir de perto a execução e ver o resultado. O empresário que confia na sorte, esse sim trabalha na corda bamba.

E no meio do caminho algo pode dar errado? Sim claro que pode. Afinal de contas os imprevistos acontecem, as falhas humanas também acontecem e precisamos aprender a gerir tudo isso. Porém o mais importante é aprender com os erros e tentar não repeti-los.

Como eu ajo diante de um risco?

Quando eu comecei a trabalhar sozinho em 2014, um grande cliente da empresa em que eu trabalhava veio me procurar e fechou uma série de trabalhos comigo. Em um deles, ele me pediu a criação e produção de 250 banners para distribuir para os seus clientes e divulgar um produto novo que ele estava lançando. Na época eu não tinha grana para atender aos meus fornecedores (era um valor alto para mim naquele momento). Eu parei, pensei, pedi uns dias para mandar o orçamento, levantei valores, cotei outros fornecedores, negociei, visitei esses novos fornecedores, fui lá conferir a qualidade de material, pechinchei aqui e ali, fiz um bom negócio, consegui a grana emprestada para montar os banners e fechei o contrato. Foi um risco? Sim foi. Por que o cliente poderia não gostar do produto final e eu teria que devolver tudo e refazer. E como estava começando, meu capital de giro era baixíssimo!

O trabalho foi muito elogiado e o retorno foi muito satisfatório. Paguei a pessoa que me emprestou o dinheiro, guardei um valor para capital de giro e ainda tive uma boa lucratividade. Lembro que aquele Natal foi um dos melhores que já passei.

De lá pra cá aprendi a calcular os riscos e a assumi-los quando forem necessários. Às vezes perco é verdade. Mas na maioria das vezes os riscos quando encarados de forma calculada trazem bons resultados.

Até a próxima!
Cadu


Quer continuar este bate-papo conosco? Acesse nossas redes sociais:
:: facebook | ::instagram | ::twitter

Deseja conhecer nosso portfólio?
:: Acesse o nosso site

Quer falar conosco via whatsapp?
(81) 99504-4292

Quer construir sua marca nas redes sociais? Pare de fazer estas 6 coisas

Vamos ser honestos: Quando se trata de qualidade do conteúdo das redes sociais, tem muita coisa ruim por ai. É muito CTR+C e CTR+V, muita imagem mal feita e muita coisa feita do jeito errado. E como não existe resultado, as pessoas que fazem errado, acabam culpando as redes sociais pelo seu insucesso (por que ninguém gosta de dizer: ok, eu errei) e deixam de investir nelas.

Blog do Cadu Ideias Quer construir sua marca nas redes sociais? Pare de fazer estas 6 coisas

Mas é possível ter um padrão de qualidade nas redes sociais sem gastar muito dinheiro. Talvez você perca um certo tempo, mas é possível fazer um trabalho com mais qualidade e atrair um bom público para o seu estabelecimento. Veja quais são os maiores erros que empresas cometem em suas redes sociais:

1. CTR+C e CTR+V nas redes sociais

Me diga se você não isso o tempo todo? Já vi grandes empresas copiando textos e colando em suas postagens na esperança de ganhar mais seguidores. O resultado disso é um conteúdo chato, plagiado e muito desinteressante, pois as pessoas buscam originalidade. Em vez de copiar e colar textos dos outros, leia os textos e tente reescrever, aplicando a sua visão sobre o assunto. Isso gera engajamento e é isso que os seguidores gostam de ver.

2. Conteúdo irrelevante para o seu público

Só porque Marisa Monte está bombando no Twitter não significa que sua empresa tenha que postar sobre ela. Se não for relevante para sua marca ou sobre público-alvo, você provavelmente não deve postar sobre isso. Concentre nos tópicos relevantes para sua empresa e para seus seguidores. Eles não te seguem para ver tudo, mas para ver aquilo que você tem de melhor. E se você fã da Marisa Monte, poste em seu perfil pessoal, mas nunca na página da sua empresa.

3. Fotografias de baixa qualidade

Na mente do consumidor, se uma marca não tem tempo e nem zelo para publicar um conteúdo de qualidade, como será o trabalho desta empresa? Como será a qualidade deste produto? Uma foto bem feita tem um impacto muito positivo para os clientes. Por outro lado uma foto tirada de qualquer jeito pode impactar negativamente seus seguidores. Ter uma máquina fotográfica na empresa para fazer boas fotos é essencial. Encontrar bons bancos de foto também!

4. Bancar o sabe tudo!

Sim, você pode ser um especialista em seu campo, mas isso não significa que você tenha que ser um “sabe tudo”. As pessoas te seguem para aprender algo ou se divertir. Elas não querem ser doutrinadas. Seja confiável e não seja um chato. Mostre vulnerabilidade. Fale sobre seus erros. Fale sobre a origem da sua empresa. Fale sobre as lições que você aprendeu em sua jornada empresarial.

5. Erros de ortografia

Os erros de ortografia queimam seu filme legal! Tenha muita atenção com o que você escreve. Revise. Use um bom corretor ortográfico e peça para que as pessoas vejam seus textos antes de postar.

6. Hashtags Demais

Não use muitos hashtags. Isso pode fazer com seu conteúdo pareça spam. Para o facebook e instagram use no máximo dez e no twitter duas. Certifique-se de que eles não estão distraindo seu público no que diz respeito ao conteúdo da mensagem que você está tentando transmitir.

Lembre-se de que o comportamento humano varia. O que foi legal e interessante ontem rapidamente se torna desinteressante na mente do consumidor. Como uma marca, você deve tentar o seu melhor para estar à frente da concorrência antes que seu público se canse do tipo de conteúdo que você está criando. Para ter sucesso, concentre-se na qualidade do conteúdo que você está produzindo. Com conteúdo de alta qualidade e estratégia é apenas uma questão de tempo antes de começar a colher todos os benefícios das mídias sociais.

Até a próxima!
Cadu


Quer continuar este bate-papo conosco? Acesse nossas redes sociais:
:: facebook | ::instagram | ::twitter

Deseja conhecer nosso portfólio?
:: Acesse o nosso site

Quer falar conosco via whatsapp?
(81) 99504-4292

10 regras que um designer gráfico jamais pode desobedecer

Um designer gráfico precisa ser criativo, porém até a criatividade tem limites. Isso se você deseja fazer uma peça comercialmente viável e aceita pelo seu cliente e pelos clientes dele. Quando alguém contrata um designer gráfico, é importante que ele perceba se o profissional obedece algumas regras que por força do mercado, não podem ser desobedecidas. Ao não seguir estas regras o resultado pode ser perturbador, fazendo com que os clientes não deem a devida credibilidade ao seu estabelecimento, produto ou serviço. Quer saber quais são essas regras? Te conto agora!

Blog do Cadu Ideias 10 regras que um designer gráfico jamais pode desobedecer

1. Um designer gráfico deve ser consistente

Consistência acontece quando você mantém um padrão gráfico, onde todos os elementos da marca possuem uma sincronia. Resumindo: ele precisa manter uma identidade visual. Por exemplo, quando um cliente tem uma marca e usa na sua papelaria um tipo de fonte e uma certa cor, é importante que todos os trabalhos daquela marca siga o padrão apresentado. Ao ser consistente com seu design e marca em seus materiais de marketing, você está garantindo que sua marca nunca se confunda com outra, ou seja, representada mal com seu público-alvo.

Observe o seguinte:

Use duas cores (três em casos excepcionais) na hora de criar um logotipo. A depender da peça (por exemplo um folder, ou outdoor ou uma faixa, use no máximo cinco cores. Também evite usar muitas fontes. Não use mais de três ou fique com uma família de fontes. Basicamente, o seu material precisa parecer fazer parte de uma série, sem ser exatamente o mesmo material de marketing que já foi usado.

2. Deve prezar pela legibilidade

A legibilidade é extremamente importante e tem a ver com a escolha de fontes e do tamanho das fontes. Se o seu material não for legível, então você terá gasto a toa! É importante encontrar fontes que tenham mais empatia com o público-alvo. Por exemplo: Se o seu mercado-alvo fosse predominantemente formado por homens e mulheres com mais de 55 anos, talvez seja uma boa ideia optar por uma fonte sem-serif com um tamanho de pixel maior para aumentar a visibilidade. Isso pode melhorar a experiência do usuário e manter os clientes satisfeitos.

Essa máxima é importante: Ninguém gosta de ter um texto em mãos que não pode ler. Em vez de você ganhar o cliente você o irrita. Caso a fonte escolhida não tenha uma boa legibilidade, use técnicas como sombreamento ou contornos.

3. Precisa observar a sincronia de Cores

Certifique-se de escolher cores que se complementam e evite criar cores que brigam entre si. Cores que não são complementares acabam tornando a leitura difícil e o cliente tende a abandonar seu material. O esquema light-on-dark ajuda a aliviar vibrações ou discórdias de cores.

4. Imagens proporcionais

Essa regra pode ser simplificada assim: não fique esticando, alongando ou achatando imagens. Isso não é profissional. Precisa aumentar a imagem? Aumente-a toda. Precisa diminuir a imagem? Diminua toda. Isso na verdade é uma das primeiras coisas que um designer gráfico precisa fazer: aprender a manusear imagens.

5. Vai manusear imagens? Selecione imagens grandes

Se você vai usar imagens não vetorizadas em suas peças, escolha imagens grandes. Uma imagem não vetorizada pode ser diminuída, mas não pode ser aumentada. Quando a imagem não vetorizada é aumentada, ela fica pixelada: perde a qualidade. Quando for escolher uma imagem, procure-as em banco de imagens (jamais use imagens do Google) e escolha sempre os maiores tamanhos.

6. Preze pelo alinhamento

Projetos desalinhados parecem não-profissionais e passam uma impressão de amadorismo para o seu empreendimento. Use guias e linhas para deixar os objetos organizados e sincronizados um em relação ao outro.

7. Tenha uma hierarquia visual

Estabeleça um tipo de hierarquia visual no seu projeto. Para quem não sabe, hierarquia visual acontece com o uso de tamanho e cor para enfatizar um item sobre o outro e direcionar o olho do visualizador criando uma espécie de ordenamento de leitura.

8. Tenha cuidado com a ortografia

É extremamente importante estar atento a erros ortográficos. Pode parecer besteira, mas se isso acontece repetidamente, vai minando o seu relacionamento com o cliente. Revise com cuidado tudo que escrever e se possível peça a alguém que observe o seu material antes de mandar para o cliente.

9. Deixe o texto respirar

Não encha sua peça gráfica com muitas imagens e textos. O texto precisa de espaço e uma peça sem respiro é considerada suja e totalmente antiprofissional. Não tente fazer um cartão de visita cheio de coisas. Se o seu objetivo é mostrar produtos ou contar um fato, faça um panfleto. Tudo que é sujo e feio é considerado lixo e é jogado fora. Pense nisso!

10. Inspire-se!

Sempre que tiver um tempo livre, visite o trabalho de outros designers. Não copie o trabalho dos outros mas veja aquilo que ficou legal e tente aplicar em projetos seus. Com isso você cresce e seu trabalho fica muito mais rico.

Até a próxima!
Cadu


Quer continuar este bate-papo conosco? Acesse nossas redes sociais:
:: facebook | ::instagram | ::twitter

Deseja conhecer nosso portfólio?
:: Acesse o nosso site

Quer falar conosco via whatsapp?
(81) 99504-4292

© 2018 Blog do Cadu Ideias

Theme by Anders NorenUp ↑